CASAS DE PRAIA - ALUGUEL TEMPORADA e a VENDA em SPA NATAL RN BRASIL
QUALIDADE DE VIDA E INVESTIMENTO SEGURO
Casa de praia Natal Brasil  a venda casa de praia Colibri Casa de praia Lorenza CASAS DE PRAIA c PISCINA NATAL RN - ALUGUEL TEMPORADA Casa de praia primeiro andar design
Casa Cottage
Casa Colibri
Casa Lorenza
Casa primeiro andar design

Casa de Praia Natal
 Você esta em : | Página inicial | Aeroporto internacional Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal
Casa de Praia NatalBeach Villa BrazilBeach Villa NatalHuis aan het strand BrazilieVilla de Playa BrasilStrandvilla BrasilienVilla sur la plage Brésil


O novo aeroporto tem três diferenciais:
1) é inteiramente concedido à iniciativa privada,
2) está apto para receber a maior aeronave do mundo o Airbus A-380 e
3) foi projetado para ser um aeroporto-cidade.




O consórcio Inframérica tem planos audaciosos para Aeroporto Internacional Aluízio Alves.
A proposta principal é criar uma sinergia entre os 50 aeroportos da Corporação América – empresa componente do consórcio – e transformar o novo terminal de Natal em um ponto de parada obrigatória para todos os voos que forem para a Europa e África ( obrigatoriamente de ponto de vista técnica, económica e segurança ).

Este projeto está vinculado a dois fatores: localização geográfica privilegiada e produção local do querosene de aviação (QAV), que tem capacidades efetivas de ampliação diante de uma nova demanda.



RN terá ‘aerotrópole’ em 20 anos

Duas décadas.
Esse é o tempo mínimo que o Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, vai levar para se transformar em uma Aerotrópole.
John Kasarda, Ph.D. da Universidade da Carolina do Norte, propõe uma combinação entre um aeroporto gigante, uma cidade planejada, facilidade de transporte e centro de negócios.

Aerotrópole: o modo como viveremos no futuro
o futuro “hub das Américas” ou “nova porta de entrada para o Brasil”.
...
“Estamos entrando no século da aviação, onde os aeroportos são essenciais para o desenvolvimento das cidades.
...
Nas Aerópoles, a produção de bens e serviços se baseia em integração.
Por exemplo, uma peça de um Iphone que chega pela manhã, da China, poderia ser transportado para a fábrica de montagem, em Manaus, à tarde.
...

“Os aeroportos são onde as pessoas se reúnem.
São imãs comerciais poderosos, que podem representar o desenvolvimento de uma região metropolitana, formada por cidades aeroportuárias”
,
...
desenvolvimento de um aeroporto com conceito shopping, reunindo serviços de alimentação, cultura e recreação, além de logística e transporte de cargas.
Ao redor do aeroporto, por sua vez, são construídos hotéis e entretimento, centros de convenções, escritórios e zonas de livre comércio.

Diferenciais
Para John Kasarda, o aeroporto de São Gonçalo do Amarante traz dois diferenciais: a sua posição geográfica, que permite a conexão com outros continentes, e por ter sido construído do “zero.



Aeroporto Natal Sao Goncalo do Amarante RN Brasil


foto do aeroporto é do skyscaper ( lead aeroporto sao goncalo do amarante )


Para qualidade de vida e investimento seguro, entra em contato agora ! :

vendas@myhouseinparadise.com
Para informaçãos e vendas em Português, Inglês, Holandês e Francês pelo proprietário e construtor

ATENDIMENTO AO CLIENTE por telefone :

Restaurante, Pousada e Beach Resort

(0) 84-91703806 Gracilene
(0) 84-99102815
Gracilene
( skype : gracilenemiranda )

GRACILENE
Andson Lima do Myhouseinparadise



O Aeroporto Governador Aluízio Alves ( aeroporto internacional de São Gonçalo do Amarante, RN ) substitui o Augusto Severo a partir da Copa.

Este aeroporto tem capacidade para até 6 milhões de passageiros por ano.
A estrutura é boa, grande, imponente e moderna.




O Aeroporto Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal, já está operando
( inclusive para os voos internacionais ).


Criado pelo americano John Kasarda, o terminal de São Gonçalo será uma alavanca econômica para toda região,
tanto no setor de turismo, como serviços e construção.




Consórcio que levou Brasília é 50% argentino
O Estado de S.Paulo

A eroporto de Brasília foi arrematado pelo Grupo Inframerica, o mesmo que venceu o leilão do Aeroporto
São Gonçalo do Amarante, no Rio Grande do Norte, em agosto do ano passado, com ágio de 228%.
Ele é formado pela empresa Infravix, do grupo Engevix, e pela argentina Corporación America.
Cada uma detém 50% de participação no consórcio.
A Engevix é uma empresa controlada pela Jackson Empreendimentos, uma holding formada pelos
acionistas José Antunes Sobrinho, Cristiano Kok e Gerson de Mello Almada.
Desde 1965, atua como prestadora de serviços em setores como energia (geração, transmissão e distribuição), óleo e gás, químico e petroquímico, indústrias de base (siderurgia, mineração, cimento, papel e celulose, entre
outras) e infraestrutura (rodovias, ferrovias, trens metropolitanos, aeroportos, portos, saneamento,
edificação, metrôs).

Além de fazer estudos e planejamento, a empresa também detém participações em quase todos esses setores.
Uma delas é a Via Bahia, concessionária da BR-116 e BR-324.
A companhia encerrou o ano de 2010 com 2.850 colaboradores e com volume recorde de pedidos em carteira: R$ 3 bilhões.

Já a parceira Corporación America administra 48 aeroportos no mundo, como Trapani, na em Itália;
Galapagos e Guayaquil, no Equador; Montevidéu e Punta del Este, no Uruguai; Zvartnots, na Armênia,
além de cinco aeroportos no Peru e 35 na Argentina.

Por ano, a empresa transporta cerca de 45 milhões de passageiros mundo afora - bem acima dos 14,5
milhões registrado pelo Aeroporto de Brasília, em 2010.



O Aeroporto Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal, já está operando.

Ele tem capacidade para até 6.2 milhões de passageiros por ano e receberá grande fluxo a partir de junho, por conta da Copa do Mundo.
A estrutura é boa, grande, imponente e moderna.

Segundo informações da assessoria de comunicação da Inframerica, o aeroporto dispõe de 42 balcões de check in compartilhados e seis totens de autoatendimento compartilhados entre as companhias aéreas, distribuídos num terminal amplo, iluminado e confortável.
A estrutura permite redistribuir filas e abrir novos pontos de check in sempre que houver necessidade.
Quando uma determinada companhia aérea tiver mais voos do que outra, ocupará um número maior de posições para embarcar os passageiros com rapidez.

Ao embarcar, o passageiro passa pelo controle de segurança e por uma grande loja Dufry.
Em seguida, chega à ampla sala de embarque, com seis pontes para acoplar até oito aeronaves ao mesmo tempo.
Ainda segundo a Inframerica, durante a espera o passageiro conta com grande quantidade de poltronas e opções de alimentação.
No piso do desembarque, o passageiro faz a retirada da mala em uma ala com seis modernas esteiras.
No caminho de saída, passa pelo “Corredor do Turismo”, onde estão concentrados os serviços necessários para o visitante, como traslados, taxis, casa de câmbio, dentre outros.

“São Gonçalo foi o primeiro aeroporto a ser concedido e é diferente de todos, não apenas porque é 100% privado, mas porque é uma infraestrutura planejada e construída do zero e num tempo recorde, já que sua operação inicia com sete meses de antecedência do prazo contratual”, explica Alysson Paolinelli, CEO da Inframerica, consórcio gestor do aeroporto.

Táxis e linhas regulares

Já regulamentada, a frota de táxis do aeroporto de São Gonçalo do Amarante chega a 800 carros.
Principalmente por conta da Copa do Mundo, os taxistas do aeroporto tem noções de pelo menos uma língua estrangeira.
Não só em São Gonçalo do Amarante, mas também em Natal, cursos foram oferecidos pelas prefeituras e empresas como o Senac.

Os táxis do aeroporto cobram R$ 2 por quilômetro rodado.
Em uma média, de São Gonçalo do Amarante até Ponta Negra, o bairro mais frequentado pelos turistas, uma corrida pode ficar entre R$ 80 e pouco mais de R$ 100, dependendo do trânsito.

Já para a linha regular, a empresa Trampolim da Vitória será responsável pelo transporte coletivo intermunicipal de passageiros entre a capital potiguar, as cidades de Parnamirim, Macaíba e São Gonçalo do Amarante até o novo aeroporto. Este serviço funciona de 4h30 às 0h, com frequência de 25 minutos.
É possível encontrar mais informações relacionadas às linhas, horários, tarifas e sistemas de integração entre os municípios no site www.trampolimdavitoria.com.

No período de transição do antigo aeroporto, o Augusto Severo, em Parnamirim (desativado para o início das operações do novo), haverá ônibus gratuitos para traslado de passageiros entre os dois terminais.
São dois ônibus: um fica no Augusto Severo e o segundo em São Gonçalo.
Eles partem a cada meia hora e terão acesso todas as pessoas que portarem passagens aéreas.
A logística ficará ativa por 15 dias. Depois disso haverá a linha intermunicipal usual.

Sinalização e vias de acesso

A sinalização está sendo intensificada desde Natal até o Aeroporto Aluízio Alves, inclusive com parte dela em inglês.
Mesmo com a obra do viaduto entre a BR-406 e a Via Norte de acesso ao aeroporto, as placas indicam corretamente um pequeno desvio até a principal via de acesso.
Da Via Norte, que liga Natal a São Gonçalo pela BR-406 e já está concluída e com iluminação, a única obra restante é a interligação do viaduto, que segundo o Departamento de Estradas e Rodagem do Rio Grande do Norte (DER-RN), será entregue no final de junho.
Já a Via Sul, que liga Natal a São Gonçalo passando pelo município de Macaíba, só ficará completamente pronta em agosto de 2014.

Projetos futuros

De acordo com o CEO da Inframerica, o novo aeroporto de São Gonçalo foi planejado com olhos para o futuro, uma vez que alguns projetos ainda serão feitos e irão contribuir para o crescimento da região.
“As obras do novo terminal estão sendo entregues, mas é possível ver toda uma movimentação de expansão ao redor.
Isso é positivo, representa expansão.
Vamos ter hotel, posto de combustível, espaço para indústrias.
Espero, portanto, muito mais obras aqui ao redor para novos empreendimentos, o que vai trazer desenvolvimento para esta região”, explica Alysson.

 



Criado pelo americano John Kasarda, o terminal de São Gonçalo será uma alavanca econômica para toda região, tanto no setor de turismo, como serviços e construção.

Sua infraestrutura funciona como uma cidade voltada para as características regionais.
Como ele, há só seis aeroportos no mundo.

Na sua primeira etapa, prevista para ser inaugurada em meados de 2014, o aeroporto receberá a demanda de voos comerciais do Aeroporto Internacional Augusto Severo - aproximadamente 2,5 milhões de passageiros por ano.
Ao final, deve alcançar a marca de 40 milhões de passageiros/ano.

Ibernon é quem lidera as obras em São Gonçalo há mais de 10 anos, como gerente de empreendimentos do órgão federal no Rio Grande do Norte.

Para Ibernon, não se pode pensar no aeroporto como o maior da América Latina - que, em movimentação, é o de Guarulhos-SP, recebendo 23 milhões de passageiros por ano,
mais sim como um dos sete do mundo com a concepção de 'aeroporto-cidade'.



O Aeroporto Governador Aluízio Alves ( aeroporto internacional de São Gonçalo do Amarante ) já substituiu o Augusto Severo a partir da Copa

Pelo contrato de concessão, o consórcio Inframérica tinha até janeiro de 2015 para entregar o aeroporto operacionalizado.
A decisão de antecipar o cronograma e abrir a estrutura ao público em Maio deste ano – antes da Copa do Mundo com Natal como uma das sedes - partiu do consórcio, segundo a Anac.

O IATA do mais novo aeroporto vai ser NAT porque São Gonçalo herdou o código do Augusto Severo.




O Aeroporto Governador Aluízio Alves
(IATA: NAT, ICAO: SBSG)

O Aeroporto Governador Aluízio Alves , São Gonçalo do Amarante, RN

Inframerica  presente em Brasilia  e  CCorporación América  ( Corporação América ) em mais de 50 aeroportos em 7 paises


Airbus A-380 / Aeroporto Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal



O novo aeroporto tem algumas novidades ;

Corredor do turismo

Uma área especial para que empresas e receptivos turísticos recebam os seus visitantes com segurança e conforto,
apresentando eles a cultura e as lindas praias do rio grande do norte

*No desembarque, o passageiro encontrará o “Corredor do Turismo”, uma área onde estarão concentrados todos os serviços necessários ao turista, como casa de câmbio, órgãos públicos, taxi, receptivos, aluguel de carro, transfer e outros benefícios.

Transporte
As opções de transporte para o aeroporto são:
* Táxi
* Traslado das empresas de turismo
* Shuttle (traslado Aeroporto para Natal): Ônibus executivo entre Ponta Negra e o Aeroporto aguardando autorização do DER-RN.

Estacionamento
Administrado pela empresa Estapar.
A novidade é que terá tabela especial de tarifas para longas estadias, para quem quer deixar o carro no estacionamento durante as viagens.



O consórcio Inframérica tem planos audaciosos para Aeroporto Internacional Aluízio Alves.
A proposta principal é criar uma sinergia entre os 50 aeroportos da Corporação América – empresa componente do consórcio – e transformar o novo terminal de Natal em um ponto de parada obrigatória para todos os voos que forem para a Europa e África ( obrigatoriamente de ponto de vista técnica, económica e segurança ).

Este projeto está vinculado a dois fatores: localização geográfica privilegiada e produção local do querosene de aviação (QAV), que tem capacidades efetivas de ampliação diante de uma nova demanda.
Contudo, afirmou o superintendente do aeroporto, Ibernon Martins, durante Seminário Aerotrópoles, realizado 3/6/2014 no Teatro Municipal de São Gonçalo do Amarante, é preciso que o ICMS sobre o combustível da aviação seja desonerado, a exemplo do que já foi feito em Brasília e Fortaleza.

“Através da redução do ICMS, do abastecimento próprio, nós
podemos criar em Natal um ponto concentrador de todas as operações dos 50 aeroportos que temos na América do sul.

Esse é o grande ponto que tínhamos quando a gente começou a trabalhar com nosso plano estratégico para o aeroporto de São Gonçalo, afirmou.

O benefício fiscal, destacou, é fundamental para desenvolver a área de aviação e conquistar novos voos.
O aeroporto de Brasília, que também é administrado pelo Consócio Inframérica, conseguiu 56 novos voos em apenas dois meses após a medida.

Diante da competição que temos com outros estados do Nordeste, como Pernambuco e Ceará, esse seria o primeiro passo.
No Ceará em menos de 15 dias após desonerar o imposto, ganharam um voo internacional pra Miami.

O consórcio negocia com as companhias aéreas, através de uma empresa contratada para a captação de novos voos para Natal, internacionais e domésticos.
Também há uma consultoria contratada para estudo de mercado.
A ANAC já sinalizou com aproximadamente 206 voos a mais para período da Copa.

 



RN terá ‘aerotrópole’ em 20 anos
Tribuna do Norte
Publicação: 03 de Junho de 2014
Nadjara Martins
http://tribunadonorte.com.br/noticia/rn-tera-aerotropole-em-20-anos/283637

Duas décadas. Esse é o tempo mínimo que o Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, vai levar para se transformar em uma Aerotrópole.
O termo cunhado pelo professor norte-americano John Kasarda, Ph.D. da Universidade da Carolina do Norte, propõe uma combinação entre um aeroporto gigante, uma cidade planejada, facilidade de transporte e centro de negócios.
Rayane Mainara

A previsão foi feita pelo próprio estudioso ontem, durante a palestra “Aerotrópole: o modo como viveremos no futuro”, no Teatro Municipal de São Gonçalo do Amarante.
Desde que começou a ser construído, o novo aeroporto de Natal é tido como o futuro “hub das Américas” ou “nova porta de entrada para o Brasil”.
As previsões otimistas vão se confirmar, segundo John Kasarda, mas os primeiros benefícios só serão sentidos em, no mínimo, cinco anos.
A consolidação do empreendimento vai levar pelo menos 20 anos.
Neste ínterim, vai ser preciso investir em infraestrutura, na interligação do crescimento das cidades ao redor com o desenvolvimento do aeroporto e, principalmente, na congregação de vários tipos de transporte.

“Estamos entrando no século da aviação, onde os aeroportos são essenciais para o desenvolvimento das cidades.
O importante agora é criar uma vantagem competitiva para Natal”, avaliou o pesquisador.
Nas Aerópoles, a produção de bens e serviços se baseia em integração.
Por exemplo, uma peça de um Iphone que chega pela manhã, da China, poderia ser transportado para a fábrica de montagem, em Manaus, à tarde.

Para isso é necessário não somente um centro de processamento de cargas, mas uma malha aérea forte, que permita a interligação com outros aeroportos.
Também é necessário desenvolver uma logística comercial e de carga, impulsionadas pela criação de uma cadeia de consumo, conectividade e forte turismo internacional.
“Os aeroportos são onde as pessoas se reúnem.
São imãs comerciais poderosos, que podem representar o desenvolvimento de uma região metropolitana, formada por cidades aeroportuárias”
, descreveu Kasarda.
Entre as cidades que já possuem Aerotrópoles consolidadas ou em formação estão os aeroportos de Athenas, do Panamá e em Los Angeles.

Os exemplos, apesar de representarem realidades diferentes do Rio Grande do Norte, seguiram o mesmo modelo que deve ser implantado no Aluízio Alves, segundo Kasarda.
Esse modelo considera o desenvolvimento de um aeroporto com conceito shopping, reunindo serviços de alimentação, cultura e recreação, além de logística e transporte de cargas.
Ao redor do aeroporto, por sua vez, são construídos hotéis e entretimento, centros de convenções, escritórios e zonas de livre comércio.

Diferenciais
Para John Kasarda, o aeroporto de São Gonçalo do Amarante traz dois diferenciais: a sua posição geográfica, que permite a conexão com outros continentes, e por ter sido construído do “zero.



Aeroporto Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal

O Gigante esta acordando e chegando para ficar!
Um aeroporto sustentável dentro de uma região e estado sustentável ( com segurança elétrica e energética )

Aeroporto Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal






O Aeroporto São Gonçalo do Amarante ( Litoral Norte RN ) fica a 80 km do
Myhouseinparadise.
Myhouseinparadise é o Único projeto de praia com acesso direto e seguro pela BR-101
Myhouseinparadise é o km 0 da Rota 101.



10 km de Touros ( pesca, surfe, feira, supermercados, bancos, hospital, escolas ), 7 km de Cajueiros ( pesca, surfe ), 18 km de São Miguel de Gostoso ( kite surfe, restaurantes, bares ), 89 km de Galinhos ( dunas ), 20 km de Perobas ( mergulho, barco ), 40 km de Maracajau ( mergulho, barco, parque aquática Manoa ), 80 km de São Gonçalo do Amarante ( novo aeroporto internacional ), 70 km de Genipabu ( passeio de buggy, 4x4, dunas ), 84 km de Natal ( capital, shoppings, hospitais, aeroporto ), 100 km de Ponta Negra ( praia badalada ) e Via Costeira ( hotéis ), 163 km de Pipa, 376 km Canoa Quebrada, 526 km de Fortaleza, 587 km Taíba, 802 km Jericoacoara.



No centro de uma área especial de interesse turístico com mais que 40 km de praia.
A 80 km da Zona Franca de São Gonçalo do Amarante e Macaíba.



Não hesite, entre em contato conosco agora !

vendas@myhouseinparadise.com
Para informações em Português, Inglês, Holandês e Francês

sales@myhouseinparadise.com
For all sales enquiries in English, Dutch, Portuguese and French

Oferecemos hospedagem ! Venha conhecer !
Porque não logo se hospedar, aproveitar este paraíso e dormir na casa dos seus sonhos?
Tem restaurante, transporte, ... e todo mais que Você precisa e sonha !


ATENDIMENTO AO CLIENTE por telefone :


Restaurante e Pousada

(0) 84-91703806 Gracilene ( skype : gracilenemiranda )



Os dois Aeroportos de Natal RN
Sao Goncalo do Amarante (novo) & Augusto Severo (anterior)




Obras emblemáticas da presidente Dilma ( no RN )
http://www.dilma.com.br/paginas/governolula/category/140/RN
julho de 2010 Duplicação da BR-101/RN – R$ 374,5 milhões

A duplicação da BR-101/RN, além do aumento da segurança rodoviária e da geração dos empregos atuais, levará à população do Estado um maior desenvolvimento nas áreas de Turismo, Agroindústria, Exportação de frutas e camarões, Serviços, Transporte Rodoviário de pessoas e melhorará a integração entre o Porto de Natal, com os portos dos Estados vizinhos.
A BR-101/RN atende a um tráfego sempre crescente e possui importância estratégica para a região, pois a zona litorânea cortada pela rodovia, concentra a maior estrutura produtiva do Estado e as atividades de turismo, sendo o Estado um dos principais destinos turísticos brasileiros.
...
Construção da BR-226/RN – R$ 21,4 milhões
A BR-226/RN atravessa o Estado no sentido transversal e sua conclusão, interligará a capital Natal ao extremo oeste do Estado e à divisa com o Ceará.
É essencial para as ligações interestaduais e para o deslocamento de produtos e pessoas desde a capital, até o interior, ...



Dilma diz que, se eleita, Aeroporto de São Gonçalo está garantido.
Na avaliação da candidata, a posição estratégica na qual se localiza o RN justifica o esforço pelo término da obra.
Débora Ramos, 28 de julho de 2010

http://www.nominuto.com/noticias/politica/dilma-diz-que-se-eleita-aeroporto-de-sao-goncalo-esta-garantido/57423/

Dilma considera a conclusão do Aeroporto de São Gonçalo de extrema importância para o desenvolvimento do Brasil
Fotos
Dilma Rousseff, candidata à Presidência da República, visita Natal (/multimidia/flash-nominuto/dilma-rousseff-candidata-a-presidencia-da-republica-visita-natal/884/)
Áudios
Dilma Rousseff, candidata à Presidência da República, concede entrevista ao Jornal 96 (/multimidia/radio-nominuto/dilma-rousseff-candidata-a-presidencia-da-republica-concede-entrevista-ao-jornal-96/589/)

...
Dilma Rousseff, garantiu, na manhã desta quarta-feira (28), que, caso eleita, vai trabalhar em prol da conclusão do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante, ...

De acordo com ela, a obra é um de seus maiores compromissos.
“Considero a conclusão do Aeroporto de São Gonçalo, em conjunto com a com a instalação da Zona de Processamento de Exportação, de extrema importância para o desenvolvimento não só do Rio Grande do Norte, mas do Brasil como um todo”, disse, durante entrevista ao Jornal 96.

Na avaliação da candidata, a posição estratégica na qual se localiza o estado, considerado ponto brasileiro mais próximo da Europa e dos Estados Unidos, justifica o esforço pelo término da obra.
...

“Essa não é uma obra barata.
Para o seu desenvolvimento é necessário a integração dos Governos federal e estadual, bem como da iniciativa privada.
Temos que trabalhar juntos para conseguir colocar o Aeroporto de pé”.

Dilma destatou que, com o advento do Aeroporto e da ZPE, o Rio Grande do Norte terá condições de incrementar a economia, bem como ampliar a produção e a exportação de produtos.
"Insisti muito junto ao BNDES para que a construção do Aeroporto de São Gonçalo seja concretizada, é uma obra vital para o desenvolvimento do Brasil".

28/07/2010



Ministro ( do Turismo ) defende novo aeroporto e duplicação da BR

http://tribunadonorte.com.br/noticia.php?id=35968

extratos do artigo / entrevista com o ministro do Turismo, Walfrido Mares Guia :

... são fundamentais para a integração da região e das demais áreas do país, mas também como fator de integração internacional.
“Tenho confiança de que os dois aeroportos vão sair com rapidez, uma vez que estão previstos no PAC (Programa de Aceleração do Crescimento)”, declarou.
Ele informou que o aeroporto em construção no Rio Grande do Norte terá condições de receber aviões de grande porte, com capacidade para até 600 passageiros
( referendo ao Airbus A380 ).
Esse aeroporto ao qual ele se referiu é o que está em obras no município de São Gonçalo do Amarante.

... deverão contribuir para integrar o Nordeste não só ao Brasil, mas ao mundo.

... devido à localidade estratégica em que se encontram, vão facilitar a chegada de grandes aviões no território brasileiro.
Serão, segundo Walfrido Mares Guia, terminais dotados de qualidade e que terão como característica o tratamento receptivo aos passageiros.

O ministro acrescentou que o foco nos aeroportos não deve ser apenas na infra-estrutura aeroportuária, mas também na qualidade e regularidade dos serviços prestados pelos funcionários que trabalham neles.
“Temos de ter vinte e sete aeroportos da melhor qualidade e os passageiros têm de estar satisfeitos”, disse.
Mares Guia acrescentou que tanto a construção dos dois aeroportos quanto a duplicação da BR 101, que vai integrar desde a Grande Natal até o norte da Bahia, vão representar “um desenvolvimento extraordinário para o turismo no Brasil”.

...
Ele também destacou o peso do turismo na economia mundial, lembrando que os recursos gerados pelo setor chegam a 10% do Produto Interno Bruto (PIB) do mundo, mas que, no Brasil, o turismo não passa de 3% do PIB, o que demonstra, para ele, o potencial de crescimento do setor no país.



MHIP já com muitos atrativos, entre outros o restaurante com piscinas e churrasqueira beira mar, as áreas sociais do MHIP
( beira mar e dentro do Residencial ), a Vila Olímpica Marco 0, o Centro de Convenções,
e mais outros em desenvolvimento.



Nunca vai faltar água ou energia porque a casa é auto-suficiente em água e energia ( nunca racionamento )
.

Autossuficiente em água
A região do Myhouseinparadise tem água puro ( aquífero confinado entre camadas impermeáveis ) em abundancia ( superfície potenciométrica do aquífero confinado perto da superfície originando poços artesianos jorrantes ) e sustentada ( conectada com áreas de recarga nas montanhas ). o aquífero confinado nao tem contato com a agua do mar porque esta confinado entre camadas impermeáveis )

Água pura potável e mineral abundante nas torneiras, chuveiro e na piscina
( tratamento de piscinas sem cloro ou toxicos com UV do sol ).



AEROPORTO AUGUSTO SEVERO




Aeroporto Internacional Augusto Severo

http://tmanatvirtual.blogspot.com/2010/03/aeroporto-internacional-augusto-severo.html

O nome do Aeroporto Internacional Augusto Severo homenageia Augusto Severo de Albuquerque Maranhão, potiguar que morreu num acidente de balão (junto com seu mecânico) na França, em 1902.



O aeroporto foi construído durante a Segunda Guerra Mundial com a finalidade de preparar uma base para operações de uma unidade tática de envergadura, a fim de enfrentar qualquer ameaça à segurança do hemisfério ocidental, servindo de base de apoio às forças aliadas.
Durante o conflito mundial, o Aeroporto Augusto Severo foi o aeroporto mais movimentado do mundo.


Localiza-se no município de Parnamirim e fica a 18 quilômetros de Natal, capital do estado do Rio Grande do Norte, quase ao nível do mar (169 pés), com condições meteorológicas e geográficas favoráveis.
Era classificado como aeroporto internacional e de primeira categoria, porém já nao dava mais conta da grande demanda de passageiros que recorrem ao aeroporto e atualmente se encontrava saturado devido principalmente a grande e crescente demanda de turistas que chegam a cidade.

O Augusto Severo foi devolvido a Força Aérea Brasileira após o total funcionamento do novo Aeroporto Internacional da Grande Natal.
The actual airport is already returned to the Brazilian Airforce once the new airport became fully operational.

Aeroporto Internacional de
Natal - Parnamirim
Augusto Severo

Servia Natal e Grande Natal
Inauguração: 1951
Altitude: 51,5 m (169 ft)
Movimento em 2009: 1.881.580 passageiros, 8.827.377t de carga e 23.015 aeronaves
Capacidade anual: 1.500.000 passageiros



ASAS DA América

http://asasdaamerica.blogspot.com/2010/02/aeroporto-internacional-augusto.html

Aeroporto Internacional Augusto Severo/Natal (NAT/SBNT)
Natal - Augusto Severo (NAT / SBNT)
HISTÓRICO
Localizado quase ao nível do mar (169 pés), com condições meteorológicas e geográficas favoráveis, o Aeroporto Internacional Augusto Severo, no município de Parnamirim (RN), fica a 18 quilômetros da cidade do Natal (RN).
Seu nome homenageia Augusto Severo de Albuquerque Maranhão, potiguar que morreu em um acidente na França, em 1902.

Durante todo o período da II Guerra, apesar do intenso movimento aéreo em Parnamirim, não foi necessário a instalação de um terminal de passageiros.
De uma forma ou de outra, os poucos civis, que passaram pela Base Aérea de Natal ou Parnamirim Field estavam ligados aos esforços de guerra e, por outro lado, os prédios das antigas companhias comerciais que operaram no campo entre 1927 e 1942 estavam adaptados às funções militares o suficiente para atender ao movimento de embarque e desembarque.
A situação mudou com o fim do conflito.
O comando da Base e os dirigentes das companhias de aviação comercial perceberam que seria necessário um terminal que atendesse à população civil, evitando o trânsito de passageiros pela área militar.

Ao receber as instalações da Base Leste, em 1º de outubro de 1946, o Ten.Cel.Av. Rube Canabarro Lucas delimitou próximo à cabeceira da pista, no lado leste, a área que seria usada pelas companhias civis.
Naquele mesmo ano, durante as comemorações do Dia do Aviador, foi inaugurada a Estação de Passageiros da Base Aérea de Natal, construída com recursos do Ministério da Aeronáutica.

O espírito de colaboração e interesse do comando nas atividades civis do aeroporto ficaram evidenciados com a concessão para hospedar visitantes e passageiros em trânsito nas dependências da Base.
Natal não tinha, ainda, hotéis suficientes para atender à demanda crescente de visitantes que chegavam à cidade via aérea.

Seis anos depois da inauguração, a estação de passageiros foi elevada à condição de Aeroporto Internacional Augusto Severo, por meio da Lei nº 1.473, de 24 de novembro de 1951.
A primeira grande reforma e ampliação foi realizada em 1978, quando o então governador do estado, Tarcísio Maia (1975-1979), e o comandante do II Comando Aéreo Regional, o Major-Brigadeiro Ismael da Motta Paes, assinaram convênio para as obras.
Além de um novo estacionamento, teve sua administração transferida para a Infraero.
Em 31 de março de 1980, as novas instalações foram inauguradas.
O custo da obra foi de seis milhões de cruzeiros, sendo 35% do governo e 65% do Ministério da Aeronáutica.

Em 1999, o Governador Garibaldi Filho, por meio de convênio com a Infraero, iniciou a construção de um novo terminal de passageiros, incluindo a ampliação da pista de 2.200 para 2.600 metros de comprimento e de 18 para 24 metros de largura.
As antigas instalações foram deixadas para o movimento de cargas.

Com um desenho arquitetônico moderno, a nova estação de embarque e desembarque tem três pisos, parque de estacionamento, climatização, áreas diferenciadas para voos domésticos e internacionais e quatro passarelas móveis (fingers) de embarque e desembarque nos aviões.
Os custos foram de R$ 30 milhões, 60% do governo estadual e o restante do governo federal, por meio do Prodetur e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).
O novo Aeroporto Internacional Augusto Severo foi inaugurado em 6 de dezembro de 2000, com a presença de presidente da Republica, Fernando Henrique Cardoso.

O aeroporto é compartilhado com BANT (Base Aérea de Natal), principal base de instruções de pilotos de combate da Força Aérea Brasileira (FAB).
A cada ano, a unidade recebe aproximadamente 65 aspirantes a aviador, os quais são treinados em mais de 60 aeronaves dos tipos Super Tucano A-29, Xavante AT-26 e Esquilo UH-50. A BANT também recebe anualmente aeronaves F-5, Miragem 2000 e AMX de outras organizações militares e até de outros países, a exemplo da CRUZEX, que utilizam da excelente infraestrutura para realizarem o treinamento de seus pilotos, perfazendo uma média de 4000 pousos mensais, levando o Aeroporto Internacional Augusto Severo a ser o segundo aeroporto do Brasil em termos de movimentação de aeronaves.

As comunicações aeronáuticas são operadas e coordenadas pela Aeronáutica, através do DTCEA-NT, bem como os Serviços de Informações Aeronáuticas (AIS).
O aeroporto dispõe, ainda, de equipamentos de auxílio à navegação aérea como ILS CAT I, VOR/NDB e PAPI nas 03 (três) pistas.

O sistema de infraestrutura operacional do aeroporto é composto por três pistas de pousos e decolagens; 16 pistas de táxi; três pátios; sendo um pátio para aviação comercial, um pátio para aviação geral e um pátio para aviação de carga e pernoite.


COMPLEXO AEROPORTUÁRIO
Sítio Aeroportuário - Área: 13.418.371,07 m²
Pátio das Aeronaves - Área: 36.924 m²
Pista - Dimensões(m): 2.600 x 45 e 1.800 x 45
Terminal de Passageiros - Capacidade/Ano: Área(m²): 11.560
Estacionamento - Capacidade: 500 vagas
Estacionamento de Aeronaves - Nº de Posições: 25 posições



praia



MELHOR CLIMA QUE NATAL e FORTALEZA ( clima semi-árido, já que os outros cidades do Nordeste tem clima tropical húmido )
QUALIDADE DE VIDA E INVESTIMENTO SEGURO


casa de praia com piscina



MHIP já com muitos atrativos, entre outros o melhor e mais higiénico restaurante natural da região
( comida orgânica, preparado com água mineral, fresca com sucos com frutas frescas, ... )
com as piscinas mais cristalinas do RN e churrasqueira beira mar, as área sociais beira mar do MHIP,
a Vila Olímpica Marco Zero, o Centro de Convenções,
Central do Profissional, Centro de Eventos e mais outros atrativos em desenvolvimento.



Casa Zero Energy
que não precisa de aquecimento e nem de ar condicionado
( Por isto oferecemos ar-condicionado como opcional )



Água mineral pura e abundante
nas torneiras, chuveiros e na piscina.

Nunca vai faltar água ou energia na sua casa autónoma no MHIP, porque a casa é auto-suficiente em água e energia
( nunca racionamento ).

Água das piscinas sem cloro ou toxicos porque tem tratamento com UV do sol.



Todas as fotos do Myhouseinparadise são fotos reais e
não receberam nenhum tipo de tratamento ou manipulação digital.